Scrum: como fazer o dobro das coisas na metade do tempo

Scrum

“O Scrum pode transformar a maneira como sua empresa trabalha, cria, planeja e pensa”. A frase do Dr. Jeff Sutherland mostra o poder dessa metodologia.

Ela pode mudar o ambiente e as tarefas, assim como a visão de funcionários e vendedores. Assim, se tem mais produtividade, eficiência e assertividade.

Então, não é a toa que as startups do Vale do Silício usem a técnica. Afinal, é necessário ter indivíduos motivados, times auto-organizáveis, trabalhar em conjunto diariamente e gerar softwares e produtos de valor continuamente.

Se você quer revolucionar o trabalho da sua organização, leia na sequência:

  • Como surgiu o Scrum;
  • O que é a metodologia;
  • Pessoas e seu papel;
  • Como montar o seu e fazer o dobro das coisas na metade do tempo.

Boa leitura e conte com a Linkseller para automatizar processos, melhorar a gestão de vendas e ter em mãos um sistema de CRM completo, que contribui para aplicar a técnica.

Como surgiu o Scrum

Para começar, foi o Dr. Jeff Sutherland e o Ken Schwaber que criaram o Scrum, em 1993. O objetivo era ter um método rápido, confiável e eficiente de desenvolver softwares.

Na época, muitos projetos eram falhos, processos longos e acabavam não tendo o resultado esperado. Além disso, geravam produtos que não eram tão desejados ou tinham preços exorbitantes.

Assim, o Scrum surgiu como um processo de gerenciamento que “se assemelha a sistemas evolucionários, adaptativos e autocorretivos”.

O que é a metodologia Scrum

Bom, como você viu, o método Scrum tem relação com o gerenciamento de projetos tecnológicos para ter mais produtividade, eficiência e confiança durante a realização.

Porém, na prática, a técnica funciona assim:

  • Os desenvolvimentos são divididos em ciclos chamados de Sprints;
  • Um Sprint direciona o tempo necessário para a execução de atividades;
  • As funcionalidades ou etapas ficam descritas em uma lista chamada Product Backlog. Ela deve ser feita por ordem de prioridade;
  • Tanto esse detalhamento quanto os “responsáveis” pelo projeto (Scrum Master e Product Owner) são definidos no chamado Sprint Planning Meeting, ou seja, uma reunião de planejamento;
  • O Sprint começa e cada tarefa é transferida para o Product Backlog para acompanhamento;
  • Todo dia, a equipe deve se reunir para o chamado Daily Scrum, onde será passado para todos o que foi feito no dia anterior. Assim, poderão ser discutidas dificuldades e definidas quaisquer novas prioridades;
  • Quando o Sprint finaliza, o time deve mostrar as funcionalidades entregues em um novo encontro com todos. Da mesma forma, sentam-se para definir o próximo ciclo.

No Vale do Silício, o método ganhou força rápido. Porém, no mercado em geral, muitas empresas ainda não aplicam a técnica. Por isso, na sequência, você aprende como usá-la.

Pessoas e seu papel no Scrum

Scrum_passo a passo

Antes de aprender como montar o Scrum, é preciso entender o papel essencial das pessoas na metodologia. Assim, são três principais “atores”:

  • Scrum Master: é quem aplica a metodologia e ajuda a equipe a remover obstáculos na execução. Da mesma maneira, é ele que verifica se as etapas estão sendo cumpridas e estipula as prioridades. Não é chefe, é suporte;
  • Product Owner: atua com o Scrum Master. Porém, sua missão é passar a visão do cliente. Então, direciona as funcionalidades e critérios que geram valor para o solicitante, determinando o que deve ser feito e como;
  • Equipe: seu tamanho varia, mas é sempre multifuncional, pois precisa de diferentes habilidades. Não existe chefe, apenas quem direciona e define prioridades, além de ajudar a solucionar problemas. No Scrum, o objetivo é ter times auto-organizáveis.

Como montar seu Scrum e fazer o dobro das coisas na metade do tempo

Por fim, o planejamento é o primeiro passo em qualquer projeto. Então, inicie seu Scrum por ele, definindo o Scrum Master, o Product Owner e o time.

Depois, siga o passo a passo abaixo:

  • Reuniões diárias, preferencialmente pela manhã. Elas devem ser rápidas e objetivas para repassar o que deve ou já foi feito e alinhar as próximas atividades;
  • Crie quadros visuais com as tarefas, também chamado de Kanban Scrum. Ele pode ser construído no Trello, já com definição do que deve ser feito, prazos e responsáveis. Não coloque tudo como prioridade;
  • Não crie títulos para as funções. A unidade é importante. Da mesma maneira, não exagere no tamanho do time;
  • O esforço coletivo é válido, mas quando extrapola e a equipe vira noites trabalhando, algo está errado. Então, fique alerta!

Agora, é criar seus Sprints, acompanhar o trabalho e sentir a diferença na produtividade. Aproveite e teste gratuitamente o sistema de CRM da Linkseller por 7 dias e use-o para incrementar a gestão da equipe e tarefas na metodologia Scrum.